Boas práticas de governança que agregam valor para a sociedade

Tamanho da letra:

Governança

Consciente da importância que a prestação de contas e a transparência têm para a reputação e a prosperidade do negócio, o Grupo CCR vem, desde sua estruturação em 1998, adotando boas práticas de governança, que asseguram a geração de valor para toda a sociedade.

A companhia adota princípios como transparência e equidade, sendo considerada uma referência no mercado. Dentre os comitês de gestão que integram o Conselho de Administração do Grupo CCR, o Comitê de Riscos e Reputação tem a responsabilidade de garantir a inclusão de aspectos socioambientais na gestão de riscos e estratégia de crescimento da Companhia.

 

Os objetivos e atividades principais do Comitê de Riscos e Reputação são: 

  • Monitorar a qualidade e a integridade dos mecanismos de gerenciamento de riscos;

  • Monitorar e recomendar à Administração a correção ou aprimoramento da Política de Gerenciamento de Riscos, incluindo as responsabilidades da administração e os processos de identificação, avaliação e tratamento dos riscos;

  • Orientar e recomendar à Administração medidas a serem adotadas em questões que possam impactar negativamente a imagem da Companhia, devendo, em casos extraordinários, reunir-se imediatamente quando acionado pelo(a) Presidente do CA-CCR, para a recomendação de medidas urgentes;

  • Assegurar que a política e a estratégia de gerenciamento de riscos adotada pelo Grupo CCR reflitam a visão da Companhia, incluindo o nível de apetite a risco e tolerância do Grupo CCR;

  • Monitorar as exposições de risco da Companhia, a adequação dos planos de mitigação e a eficácia dos controles internos, eventualmente propondo alterações para revisar a eficácia dos processos de controle, especialmente em áreas com alto potencial de risco;

  • Monitorar os eventuais problemas identificados, informando o Conselho de Administração e acompanhando a implementação da solução identificada;

  • Monitorar a adequação dos recursos humanos e financeiros destinados ao gerenciamento de riscos do Grupo CCR;

  • Discutir periodicamente, conforme plano de ação anual previamente estabelecido,questões relacionadas às ações da Companhia voltadas para o setor de sustentabilidade e recomendar a forma de atuação e medidas a serem adotadas;

     

  • Monitorar e antecipar tendências em temas globais de sustentabilidade, identificando questões críticas que representem riscos ou possam ter impacto relevante nos negócios, no relacionamento com partes interessadas, na imagem do Grupo CCR e no resultado de curto, médio e longo prazos.

Materialidade

Processo de materialidade: Um novo estudo permitiu a identificação e a priorização dos temas materiais, possibilitando uma abordagem específica para cada modal operado pela companhia. O Grupo CCR deu prosseguimento, em 2016, ao ciclo de consultas e ações de engajamento com seus principais públicos de interesse internos (colaboradores e alta direção) e externos (fornecedores, prefeituras, usuários, órgão regulador, poder concedente, parceiros institucionais, imprensa e comunidade). O objetivo foi revisitar a materialidade, combinando a visão interna da companhia à perspectiva dos stakeholders  impactados sobre quais aspectos deveriam ser priorizados na gestão. O novo estudo de materialidade permitiu a identificação e a priorização de temas com abordagem específica para cada modal operado pelo Grupo CCR, com potencial de influenciar não só a comunicação com seus stakeholders, mas de melhorar a gestão de cada tema em cada modal.

O processo de materialidade foi conduzido por uma consultoria externa, que realizou:

  • Análise de estudos setoriais, considerando o Sustainability Topics for Sector (GRI), o RobeccoSAM 2016 (DJSI), o WBCSD Sustainable Mobility Project 2.0 e o SASB Sustainable Accounting Standards (Transportation Sector);

  • Análise de documentos internos, considerando o Plano Geral de Negócios, Formulário de Referência e as principais Políticas Corporativas de Responsabilidade Social, de Meio Ambiente e de Mudanças Climáticas.

  • Dinâmicas reuniram grupo de gestores de três modais e a área de serviços da companhia, para fazer o levantamento dos impactos e temas e o mapeamento dos stakeholders;

  • Quatro consultas on-line, envolvendo o Grupo CCR e as Unidades de Negócio – rodovias, mobilidade urbana (metrô e barcas) e aeroportos;

  • Entrevistas com executivos do Grupo, incluindo o diretor-presidente;

  • Entrevistas com especialistas.

 A identificação de temas corporativo (Grupo CCR) e para os modais (rodovias, mobilidade urbana e aeroportos) se deu por meio do entendimento dos setores de atuação do Grupo CCR, da sua própria estratégia interna, considerando as principais preocupações globais, representadas na materialidade anterior, e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
 
Os temas foram priorizados de acordo com a visão dos stakeholders, a estratégia interna da companhia e os macro- impactos das atividades da CCR relacionados aos ODS.
 
Temas Materiais:

  • Estratégia e desempenho econômico do negócio

  • Governança e conduta ética

  • Relacionamento com os stakeholders e desenvolvimento das regiões em que atua

  • Qualificação do capital humano

  • Qualidade do serviço

  • Operação Segura

  • Ecoeficiência operacional


Links para download PDF:

•  Código de Ética

•  Política do Meio Ambiente

•  Política de Mudanças Climáticas

•  Política de Responsabilidade Social

•  Política da Empresa Limpa